"Então se arrisque mais,viva o que tem que viver,deixe o sol entrar e sorrir pra você"
Um Novo Eu

sábado, 16 de outubro de 2010

Era apenas mais uma vida vazia.

Ela era ninguém
Mas não havia alguém no mundo como ela
Não era pra tanto.
Era a rebeldia em pessoa.
Mas se você olhasse bem
poderia ver que era mansa também.
Criatura inexplicável essa.
Se perdia em sua confusão.
Sua mãe um dia lhe disse que seus protestos eram em vão.
Pois nada fazia.
Apenas reclamava pelo os cantos de uma vida vazia.
Queria viajar o mundo
Mas se contentou apenas com o seu quarto
Aliás,
Fazia dele sua prisão.
Sonhava tanto que se esquecia de pisar no chão.
Começou a ficar na cama noite e dia.
Agora já acostumada com a escuridão,
Nem se importava se amanhecia.
Foi vencida pelo o medo.
Tinha outra ideia do que era vida.
Amor?
Não sabia o que significava. Não mais
Passou a colocar culpa na humanidade capitalista
Ou em qualquer outro alguém sem coração
Queria ter nascido em Júpiter, Saturno, Plutão
Qualquer outro planeta
Menos compartilhar esse
Cheio de historias de guerras
Ela queria muito
Mas não lutou por nada
Sem amor
Sem esperança
Sem salvação

Morreu por nada e sem nada.

Carol.

6 comentários:

  1. Querida, gostei muito do seu poema.
    É riquissimo e comove a gente.
    O sentimento melancólico que voce passa nele é o seu triunfo máximo nele.
    Lendo com calma, você sofre junto com o personagem.
    As rimas é o menos importante, acredita.
    Só a mensagem já te vale um belo parabéns.


    Abração, querida!

    Vinícius Paulo,
    http://opensarnaotemfronteiras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Nossa, fim trágico.
    Belo texto, parabéns! Seu blog tá muito bom (:

    ResponderExcluir
  3. É o fim de muita gente por ai, vida vazia, sem sentido, procurando explicações pra tudo, não se empenhando em nada. O fato é que temos que nos desligar desses questionamentos, porque disso, pra quê aquilo, isso não nos leva a lugar algum, só a um poço de solidão e isolamento.
    Belo poema, traduziu a situação atual do mundo.

    beijos
    tua fã.

    ResponderExcluir
  4. Nossa,me identifiquei taaanto... e isso não é bom =/

    ResponderExcluir
  5. Cara, curti muito.
    Principalmente o trecho:

    "Amor?
    Não sabia o que significava. Não mais."

    Virei muitas e muitas outras vezes.

    ResponderExcluir